quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Poeta Antonio Marinho



Já tinha visto vários comerciais do Governo do Estado com o jovem que declamava com tanto furor, mas até então não sabia da sua vocação pela poesia, achava eu, que era poesias já compostas de outros poetas pernambucanos e ele simplesmente interpretava. Até que no dia da despedida do presidente Lula, no Marco Zero, ele fez uma declamação para o ex-presidente Lula, que deixou todo mundo emocionado, e daí fui em busca de informações sobre o jovem poeta e descobri muita coisa e logico o final de tudo isso é que virei fã do Jovem Poeta Antonio Marinho.
 






3 comentários:

Clotilde Tavares disse...

O poeta Antonio Marinho a quem me refiro no meu blog Umas&Outras é falecido há muito anos e era o pai de Helena, esposa do grande Lourival Batista, a quem conheci e que me honrou com sua amizade.

Talvez este poeta ao qual o blogueiro se refere seja neto do "meu" Antonio Marinho.

Nice disse...

A primeira vez que o vi declamar foi no teatro do parque na programação segunda cultural. Estavam neste dia ele e o forró FIM DE FEIRA que mistura forró e poesia. SÃO ÓTIMOS!!!

Lusa Vilar disse...

Eu amo esse poeta, esse menino é demais! Tenho um parentesco muito distante com ele, pois Antônio Marinho (seu bisvô) era da família do meu falecido pai. Independente do parentesco, esse menino é cultura viva do meu sertão do Pajeú. Um beijo enorme para ele e Bia Marinho, são dois montros sagrados da poesia, advindo da junção da genética de Helena e o nosso Louro Pajeú.
Acesse uma pequena homenagem que postei no meu Blog "Raízes do Coração", trata-se de uma noitada alegre em casa de amigos, na minha cidade natal Itapetim, tendo como convidados especiais: Bia e Marinho.

http://raizeslusavilar2.blogspot.com/search/label/Marinho