segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Relato de um Homem arrependido


A tempo que venho tentando postar esse texto aqui, "O relato de um homem arrependindo"

Já o vi postado em vários lugares, chegou minha vez de posta-lo.

Esse texto relata o real conflito, dentro dos homens mortais e que tem confiança duvidosa com suas mulheres, namoradas e esposas, A estigmatizante e bastante naturalidade de ser infiel, da maioria dos homens, diferente de mim, que sou FIEL.
Mas enfim isso acontece, com muito caras, que não sabem o que querem da vida e vivem nessa extrema incerteza de viver um relacionamento sério com uma pessoa, que ame-o de verdade ou viver sua "tal liberdade" e que no final das contas, talvez, sei lá, não traga a verdadeira felicidade tão almejada e pode até trazer...

A final isso é relativo tbm.


Relato de um Homem Arrependindo.


"Tudo bem... queremos meninas legais, sexy, saradas, bonitas, inteligentes e boazinhas...

Muito fácil falar, pois quando aparece uma assim, de bandeja, a primeira coisa que a gente pensa é: Oba, me dei bem.
Ficamos com elas uma vez, duas.
Começamos a pensar que essa é a mulher que nossas mães gostariam de ter como noras.
Se sair um relacionamento, vai ser uma relação estável. Você vai buscá-la na faculdade, vocês vão ao cinema, num barzinho, vai ter sexo toda semana...
Tudo básico, até virar uma rotina sem graça..
Você vai olhar os caras bem vestidos e bem humorados indo pra noite arrasar com a mulherada e vai morrer de inveja.
Vai sentir falta de dar aquelas cantadas infalíveis na noite, falta de dar umas olhadas pra uma gata, ou de dar aquela dançadinha mais provocativa na pista...
Você pensa: Acho que não estou pronto pra isso, pra me enclausurar pro resto da vida nesse relacionamento.
E a boa menina se transforma numa MALA, e aos poucos vai surgindo um nojo dela, uma aversão.
Quando você vê o nome dela no celular, não dá vontade de atender...JÁ ERA.
Daí aquela promessa de vida estável vai por água abaixo, se a menina não se dá conta, a gente começa a ser grosso, muito grosso.
E a pobre menina pensa: O que eu fiz?? Coitada, ela não fez nada, a culpa é nossa mesmo...
Aí, a gente volta pra nossa vidinha, que a gente odiava até semanas atrás.
A gente não vê a hora de sair e arrasar na noite...ou pegar aquela mulher gostosona que sempre quisemos.GRANDE DESILUSÃO.
Você chega em casa depois da balada, sozinho e fica tentando descobrir porque você não está satisfeito.
De repente foi porque a menina da night, a linda,gostosa, misteriosa, fico contigo, mas nem sequer pediu o número do teu telefone.FRUSTAÇÃO.
Daí, por mais que não queira, você pensa na sua menina boazinha que você deixou pra trás...
Ela podia ter seus defeitos mas era uma menina legal...
Que ficaria ao seu lado te dando valor...
Enquanto isso a boa menina, chateada, lesada, custa a entender o que ela fez pra ter te afastado dela...
Daí essa dúvida vira ANGÚSTIA, que vira RAIVA.
Daí, a menina manda tudo a PUTA QUE PARIU!!!
Não quer mais saber de nada, só de sair, zuar, dançar e beijar outros caras!!
Resolve não se envolver mais, pra não sair lesada ou chateada..
Muito bem!!! Acabamos de criar uma MONSTRA...
O tempo passa e a gente continua na mesma..volta a reclamar da vida e das mulheres..
Elas só querem as coisas com homens cachorros e não estão nem aí pra nós...
Ou será que nós é que fomos os cachorros ????Elas são assim por culpa nossa. A mulher da night de hoje, era a boa menina de outro homem ontem, e assim sucessivamente...
Provavelmente essa nossa ex-boa menina, deve estar enlouquecendo a cabeça de outro homem por aí...
Eu a perdi pra sempre, ela virou uma mulher enlouquecedora e a encontrei na balada.. e ela???
Ela nem olhou pra mim...mas estava mais linda do que nunca..."

6 comentários:

Rharry Belloti disse...

Muito bom o seu texto!! Até acredito que muitas meninas se tornem más meninas por isso, mas tem uma coisa... tem meninas que são más meninas mesmo!!
Do mesmo jeito que tem meninos que são bonzinhos e mudam com uma desilusão.
Beijo.

Rharry Belloti disse...

Respondendo ao seu comentário no meu blog: não sou espírita, sou wiccana [conhece??], mas admiro muito o espiritismo.
Beijo.

Rafael disse...

é complicado, viver sem trair.
mas quando se ama não tem essa.
tudo fica perfeito.
Juro.
Abraços afetuosos.

Felipe Fanuel disse...

Olá Paulo,

Passei para agradecer pelas suas palavras no meu blog.

Seja sempre bem-vindo!

Um abraço.

Bernardo Lima disse...

porra texto do caral#@*
gostei mt do texto de baixo tb...
parabéns pelo blog, cara...
abraço!

Edson Marques disse...

Paulo,


Belo texto!


Mas, não queira fazer da musa uma esposa.

Uma coisa não tem nada a ver com a outra!

Aliás, o casamento é o túmulo do amor...


Obrigado pelos comentários e pelo apoio!

Abraços, flores, estrelas..