terça-feira, 15 de abril de 2008

Entendendo o SER FÃ de um IDOLO



A muito tempo venho tentando entender o que é ser fã, mas não achava resposta...

Andei pesquisando aqui na net sobre o assunto, e descobir um estudo sobre o tema "A figura do fã enquanto criador" Nesse estudo é abordado noções bastante interessantes do que é ser fã e quais os tipos de fãs, como os fãs agem e etc. Dái é que agora eu estou entendendo mais um pouco onde eu entro nesse mundo que as pessoas criam por algum motivo ou razão por se identificar por alguem.
Eu achava que era um fã passivo, mas acho que sou é fã ativo, enfim, sou é muito fã e no texto abaixo vai entender direitinho o que falo...
O texto tá meio grande, mas é interessante, vale a pena ir até o final.


Nos dicionários a palavra fã é definida como “pessoa que tem grande admiração por certo artista popularizado pelo cinema, televisão, rádio, música, etc.”
A palavra fã deriva de fanático (fanatic), mas tem hoje um significado diferente da sua raiz etimológica, um fanático é considerado mais extremista que um fã, que tem uma conotação quase passiva e de certo modo inofensiva.
O objeto de interesse de um fã não é necessariamente uma pessoa, pode ser uma filosofia subjacente a um grupo, uma serie de televisão ou uma moda.
Será mais um objeto de desejo, para onde é focada a atenção do individuo, com o qual ele se identifica e admira.
Esse fascínio pode ou não ser representado por uma pessoa.
A presença cada vez mais constante do terrorismo nas sociedades ocidentais hoje em dia conferiu um tom mais agressivo as noções de fanatismo ou fanático.
Podemos citar vários tipos de fãs, como por exemplo:

Fãs Ativos > Serão aqueles que agem, não se limitam a consumir mas procuram interagir e tomam iniciativa. Os fãs ativos buscam outros semelhantes e tendem a agrupar-se de modo a dar continuidade a sua condição de fã. O caso extremo de um fã ativo será o fanático que desenvolve uma obsessão e encara toda a sua vida a luz do seu objeto de desejo. Os fanáticos concentram-se em grupos fechados onde se sentem seguros e acompanhados por outros semelhantes.

Fãs Passivos > Não se consideram fãs, sentem-se afastados dessa categoria na medida em que também partilham o seu interesse com uma comunidade.
Fãs passivos são os consumidores comuns, moderados que apreciam determinado produto ou personagem cultural, mas não manifestam ou canalizam o seu interesse de forma produtiva.

Interessante também é saber que quando o fascínio diz respeito a uma pessoa ou personagem, o fã cria laços e constrói relações emocionais com o seu ídolo. Pode ser uma relação de amor, desejo, admiração ou mesmo de inveja.
Para o fã o ídolo existe na sua esfera de intimidade. Sabe quase tudo sobre a pessoa ou personagem e sente-se integrado numa relação de reciprocidade que na realidade não existe, pelo menos na forma interpessoal.
Existem inúmeros fenômenos de fanatismo ou clubes de fãs que vão desde uma pequena associação de pessoas reunidas num blog ou site e até convenções, representações, produções e ”encarnações” de ídolos.
O caso extremo do fenômeno japonês Otaku é um exemplo de fanatismo obsessivo como bandas desenhadas ou animações tipo Manga e Anime.
E aí, que tipo de fã você é?
Ou não é nenhuma coisa, nem outra...
Eu ainda continuo confuso, só sei que quando eu gosto, gosto pra valer.
Já falei aqui de quem sou fã, quem são meus idolos e etc.
Só acho que eu não seja tão fanatico e extremista, não tenho muito tempo pra perder com os idolos, tenho que viver minha vida e ser feliz. Apenas consumo o bom produto que meu idolo produz.

16 comentários:

Ed Cavalcante (POST SÉRIES) disse...

EU SOU UM FÃ DEDICADO! KKKKKKK GUARDO TUDO DOS MEUS ÍDOLOS. TENHO DISCOS, REVISTAS, CDS, LPS (!!!). GOSTO DE ESCREVER SOBRE ELES. OS BEATLES MUDARAM A MINHA VIDA!

PS: CARO FRANQUILINO, TEM UM SELO LÁ NO POS SÉRIES
http://portaldasseries.blogspot.com/

ABRAÇO!

Ed Cavalcante (POST SÉRIES) disse...

UM SELO PRA VC, CLARO! KKKKKK

iA! acosta disse...

eu particularmente nao entendo o porque! mas cada sabe sobre aquilo que admira! ;*

se puder, visite: http://qqpalavrabonita.blogspot.com/

Beline Cidral disse...

Nunca fui muito de ser do tipo "fã ativo" como descrito no post, eu acho pelo menos. Mas essa noção muda muito, esses dias estive em Bruxelas e olhando parece que é uma cidade inteira fã de HQs. Por dois dias eu fui fã ativo também. rs

www.revistaup.com/blogdobeline

Guilherme Vila Nova disse...

Gostei muito do texto ... eu me encaixo perfeitamente no perfil de fãs ativos. Sou do tipo que só compro produtos originais ... defendo com unhas e dentes quando vejo algo que não me agrada e a acompanho em todos os lugares. Desde de 2002 que não perco um show realizado aqui no Recife e já rodei todos os interiores por onde ela passou e também outros estados. Cláudia Leitte é quem admiro ... DEPOIS DE MAINHA ... SÓ TEM CLAUDINHA .. !!!hihihihihi

Celeste Aquino disse...

eu sou fã ativa mas não me considero obssessiva, aliás não sou muito de ser fã... mas Vander Lee me pegou de jeito porque além de bom músico e compositor é uma pessoa que se poderia definir como "iluminado". Gostei do texto, está muito bem elaborado e nos faz pensar sobre a questão do fanatismo exagerado. Acho que tudo em exagero é ruim.Bom senso faz bem à saúde não é mesmo? Um grande abraço!

Susanna Martins disse...

Sinceramente, também estou um pouco confusa em relação a que tipo de fã eu sou. Tenho vários ídolos, mas não sou de perder a cabeça, ou fazer o impossível para poder está em um show, ou pelo menos perto.
Acho que sou meio racional, se é que existe essa categoria. rs.
Mas avaliando um pouco o meu lado fã, eu penso assim, se o trabalho daquela pessoa me interessa, então procuro sempre saber um pouco mais. É como você mesmo falou no final da sua postagem, o importante é vivermos independente de todo esse fantatismo.
Um grande abraço!

paula barros disse...

Nunca tive nenhum ídolo. Não que lembre.
Gostei da dica para bater a foto do terraço do Paço.

Você gosta de fotografar?

abraços

Douglas Lourenço disse...

é ser fã acho q não é uma coisa a se entender e sim de se sentir fã mesmo!!!

Gino disse...

Como eu paro essa musica?

Paulo Roberto disse...

A música não para, vc tem baixar o volume das suas caixinhas de som.
kkkkkkkkkkkkkkkk
Quem visita meu blog é obrigado a ouvir essa maravilhosa música...
kkkkkkkkkkkkkkkkk
Não tem play para parar, vc baixa o seu volume e não houve e faz sua leitura.

Gino disse...

Eu não sei se sou bemum fã mas tem certas pessoas que eu admiro bastante. Quando eu era moleque era fã do Leandro e Leonardo! ahahahahaha que vergonha!

http://designernapista.blogspot.com/

Gino disse...

Muito democratico sua musica, acho a musica legal tb. Mas e se eu quiser ouvir uma da sua playlist do last fm?

Seu blog é bacana não perca leitores por causa disso.

Abraço velhinho!

Cláudio Apolinário disse...

rapaz ... esse negócio de fã passivo/ativo ... sei não ... prefiro me colocar na condição de fã controlado, rsrsrs ...

o texto tá ótimo, legal informar a origem da palavra e fazer o antagonismo entre fã e fanático!

show de bola!

quando puder dá um blá lá no meu blog!

http://somarassuntos.blogspot.com/

Rafael Zuchi disse...

Para ver precisa de resolução 1024x768, em 800x 600 num dá pra ver mesmo.

ABraço!

Enterufter disse...

Posso dizer que sou fã de várias pessoas nessa vida.

Famosas ou não.

Grande abraço amigo!