sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Morrendo de Saudades


Preciso te dizer, não aguento mais
É muita saudade, esses dias sem você
A tua ausência descontrola a minha essência
Nessa desvairada ausência
Que mim consumiu por dentro os meus sentimentos
É muita tristesa e chego até ter incertezas e inseguranças
Pois tenho medo de te perder
E são tantas lembranças que não deixam de esquecer

Morrendo de desejo de logo sentir você.
Logo me vejo sem você
No dia mais lindo que sonhei
Esta junto com você

Acaba logo sofrimento, martirio e dor
Pois morro de saudade
E logo me apaixono
E encho-me de amor por você

Tenho que admitir a verdadeira verdade
Estou apaixonado novamente por você
E sempre, mas sempre me apaixonarei
E morrerei de amor por você.

4 comentários:

tertulías disse...

Que coisa mais bonita....

paula barros disse...

Uma saudade grande, sentida, doida.

Gostei muito dessa frase.

"A tua ausência descontrola a minha essência"

Demonstra a imensidão da ausência, da falta, da saudade, do gostar.

abraços.

Desculpe a demora.

Pernambucanos Arretados disse...

Quanto amor por aqui...

Celeste Aquino disse...

menino! Tava ins-pirado rsrrsrrs gostei de ver! Bjsss